Notícia


Resolução de conflitos ambientais no Brasil:

14-11-2014 às 13:08:55

Do patriarcal ao fraternal



No artigo “Resolução de conflitos ambientais no Brasil: do patriarcal ao fraternal”, o doutor em Engenharia e Gestão do Conhecimento pela Universidade Federal de Santa Catarina, Paulo Renato Ernandorena, trabalha como pano de fundo os conflitos que envolvem o meio ambiente, examinando o princípio da fraternidade, sob a ótica da teoria proposta por Baggio, concluindo que o modelo oficial de composição dos litígios ambientais existente no Brasil não contemplam a fraternidade como valor jurídico.

A matéria foi pesquisada na literatura especializada, constatando-se a precária sistematização da mediação como mecanismo de gestão de conflitos ambientais, bem como uma lacuna na abordagem da fraternidade como categoria jurídica de potencial incidência na arena ambiental.

Confira o artigo na íntegra na seção Livros e Publicações ou clicando aqui.